Pular para o conteúdo principal

SAIBA QUAL A DIFERENÇA ENTRE AUTO DE INFRAÇÃO DE TRÂNSITO, NOTIFICAÇÃO DE AUTUAÇÃO E NOTIFICAÇÃO DE PENALIDADE!


Olá amigos e leitores do Blog Consultor de Trânsito!
Neste artigo eu vou esclarecer a diferença entre o auto de infração, a notificação de autuação e a notificação de penalidade.




A Resolução 619/16 do CONTRAN Art. 2º I,II e III, define formalmente da seguinte maneira:

I - Auto de Infração de Trânsito: é o documento que dá início ao processo administrativo para imposição de punição, em decorrência de alguma infração à legislação de trânsito.

II - Notificação de autuação: é o procedimento que dá ciência ao proprietário do veículo de que foi cometida uma infração de trânsito com seu veículo. Caso a infração não tenha sido cometida pelo proprietário do veículo, deverá ser indicado o condutor responsável pelo cometimento da infração.

III - Notificação de penalidade: é o procedimento que dá ciência da imposição de penalidade bem como indica o valor da cobrança da multa de trânsito.

Informalmente podemos definir da seguinte forma:

1 – Auto de infração de trânsito é aquele documento que o policial ou agente, preenche no momento em que constatou uma infração de trânsito, e que será enviado ao órgão responsável para ser verificada a sua consistência, antes de ser enviada a notificação de autuação.

2 – Notificação de autuação é o documento enviado via correio ao proprietário do veículo após o auto de infração ser considerado consistente pelo órgão autuador, e que o proprietário ou o condutor poderá apresentar defesa contra a autuação proposta pelo órgão.

3 – Notificação de penalidade é a multa propriamente dita enviada via correio aplicando a penalidade; o boleto em que o proprietário poderá fazer o pagamento com 20% de desconto ou recorrer á JARI do órgão autuador.

Previsão legal no Código de Trânsito Brasileiro:

Ocorrendo infração prevista na legislação de trânsito, lavrar-se-á auto de infração (Art. 280).

O auto de infração será arquivado e seu registro julgado insubsistente se, no prazo máximo de trinta dias, não for expedida a notificação da autuação (art. 281 § único II).

Aplicada a penalidade, será expedida notificação ao proprietário do veículo ou ao infrator, por remessa postal ou por qualquer outro meio tecnológico hábil, que assegure a ciência da imposição da penalidade (Art. 282).

Desse modo, as notificações nada mais são do que, a maneira formal que a administração pública usa para informar o cidadão a respeito de um processo administrativo instaurado contra ele, em que foi supostamente flagrado cometendo alguma infração de trânsito, para que possa exercer o seu direito de defesa prevista na Constituição Federal de 1988.

A diferença entre elas, é que o auto de infração dá início ao processo administrativo, enquanto a notificação de autuação é a forma de dar ciência ao proprietário do veículo sobre determinada infração, e a notificação de penalidade é a aplicação da multa.

Até que não seja aplicada a penalidade e consequentemente o envio da notificação de penalidade (boleto), o proprietário ou condutor não pode “considerado culpado” pela infração.

DEFESAS E RECURSOS

Com qualquer destes documentos você poderá se defender.

Com o auto de infração ou com a notificação de autuação você poderá apresentar DEFESA PRÉVIA ou DEFESA DE AUTUAÇÃO.

Com a notificação de penalidade, você poderá interpor RECURSO EM 1ª INSTÂNCIA á JARI do órgão autuador.

Se você não recorrer com o auto de infração ou com a notificação de autuação, poderá fazer com a notificação de penalidade (recurso).

Mas se você deixar passar o prazo da notificação de penalidade, que é o mesmo para o pagamento da multa com desconto, não poderá recorrer á JARI, pois, será considerado intempestivo (fora do prazo).

No entanto, poderá ingressar no Poder Judiciário para contestar a aplicação da multa.

Espero ter ajudado.

Deixe o seu comentário abaixo para contribuir com o assunto.




Marcelo Vaes é profissional da área de trânsito com mais de 15 anos de experiência em Defesas e Recursos de Multas e Processos de Suspensão e Cassação da CNH e atende em todo o país pelo Site www.multasbrasil.com.br.


Você pode entrar em contato com o Autor através do e-mail: contato@multasbrasil.com.br se precisar de um modelo de defesa e recurso, ou de acompanhamento do processo administrativo.

Comentários

  1. Antonio Menezes da Cruz23 de março de 2018 05:03

    Muito esclarecedoras suas explicações. Fáceis de entender e bastante objetivas. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Prezado Marcelo, fui autuado pela infração 554-1-7 e não houve abordagem, pois não estava no local. O carro está em nome de minha esposa e que recentemente incluiu em sua habilitação a categoria B. Fiquei aguardando chegar a notificação de autuação, mas chegou a notificação de penalidade de multa e não teve como indicar que o condutor do veículo, na verdade era eu, e não minha esposa. Neste caso, como é o procedimento ? Ela tinha habilitação definitiva na categoria A e recentemente incluiu a categoria B e ainda não completou 1 ano.
    Neste caso ela perderá habilitação na categoria B ?
    Posso recorrer e informar que o condutor do veículo era eu ?
    Desde já agradeço.
    Glauber M. Moreira

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MODELO DE DEFESA DE MULTA EXCESSO DE VELOCIDADE – AUTUAÇÃO FEITA POR MEIO DE RADAR, BARREIRA OU LOMBADA ELETRÔNICA

Postamos aqui um modelo de defesa (ou Recurso) contra a penalidade de excesso de velocidade constatada por meio de aparelho medidor, seja, radar ou lombada eletrônica, tudo com base na Resolução do CONTRAN 396/11 que trata dos procedimentos para a fiscalização da velocidade de veículos automotores, reboques e semirreboques, conforme o Código de Trânsito Brasileiro.
Ressaltamos que sempre é interessante o leitor procurar um profissional especializado para montar uma defesa mais técnica e precisa para o seu caso, uma vez que nem sempre os modelos prontos são os melhores, porque pode haver algum erro na notificação da multa que enseja a sua anulação, e a pessoa que não conhece a Lei não poderá vê-la. Se você precisa de uma defesa técnica e personalizada, entre em contato conosco pelo E-mail: contato@multasbrasil.com.br que teremos o prazer em lhe ajudar.
Segue o modelo abaixo:
ILMO. SR. DIRETOR... (colocar o nome do órgão destinatário, que é o expedidor da notificação, seja municipal, estad…

COMO INDICAR O CONDUTOR FORA DO PRAZO PREVISTO NO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO (TUDO O QUE O DETRAN NÃO QUER QUE VOCÊ SAIBA!)

COMO ANULAR UMA MULTA DE TRÂNSITO MESMO SENDO CULPADO? (SEGREDOS QUE OS ESPECIALISTAS NÃO TE CONTAM!)

Muitos clientes nos procuram para fazer uma defesa de multa, não acreditando que possa ser anulada mesmo que ele tenha cometido a infração. Depois de certo tempo quando vem o resultado do julgamento, ficam surpresos porque a multa foi anulada.
Estes “segredos” eu quero compartilhar com você aqui no blog Consultor de Trânsito, para demostrar que mesmo se você cometeu uma infração de trânsito ainda é possível ter esta penalidade cancelada, ou seja, mesmo que você seja culpado. Duvida? Então me acompanhe neste artigo que vou lhe mostrar como.
Basicamente se anula uma multa de trânsito mesmo sendo culpado de 2 maneiras:
(Existem outras formas, mas estas considero como sendo as principais e mais importantes)
1 - Erros Processuais 2 – Erros Formais
Mas antes de adentrar no estudo, quero deixar claro que alguns operadores do direito, especialistas na área de trânsito, divergem a respeito de alguns destes itens. Uns consideram que alguns dos erros formais são na verdade erros processuais, ou alguns…