Pular para o conteúdo principal

VALE A PENA RECORRER DE UMA MULTA DE TRÂNSITO? (Caso verídico de desespero)



Lembro-me como se fosse hoje...

Em meados de janeiro de 2014 o senhor baixinho de cabelos brancos e com um semblante triste no olhar, entrou no meu escritório acompanhado de uma moça que depois fiquei sabendo que era sua filha.

Como sempre os cumprimentei e pedi que sentassem.

- Então, como posso ajuda-los?

Quem começou a falar era a filha deste senhor enquanto ele permanecia com sua cabeça levemente abaixada como se tivesse vergonha de algo.

- Bem, é que meu pai está com um grande problema – Disse ela -, meu pai recebeu esta notificação a 30 dias e não sabe o que fazer.

Ela me alcançou a notificação, e pude ver que se tratava da instauração do processo de cassação da CNH por 2 anos por ter dirigido com a CNH suspensa em dado momento. Porém, o prazo para recurso já havia se encerrado e a defesa não tinha sido apresentada.

Pesquisei e vi que o que havia gerado a suspensão, era uma multa por excesso de velocidade do Art. 218 III aplicada pela Polícia Rodoviária Federal.

Ela continuou:

- Meu pai não entendeu o que significa isso, mas ele precisa da CNH pra trabalhar, pois, é motorista de caminhão da empresa...(disse o nome da empresa) e vai se aposentar daqui a 3 anos no máximo, só que por causa disso a empresa demitiu ele e não sabemos o que fazer, meu pai está aqui triste e desesperado, quase não come e nem dorme a noite, preciso que o senhor nos ajude, que nos de uma “luz”!

Então eu respirei fundo e comecei a esclarecer a situação não dando muita esperança, uma vez que praticamente não havia o que fazer administrativamente.

Disse que os prazos já haviam se encerrado e a única possibilidade era ingressar na via judicial, mas para isso precisava saber se ele havia feito defesa da multa.

Nem bem terminei a pergunta o senhor que até então estava quieto no seu canto, me interrompeu grosseiramente quase aos berros:

- EU NÃO FAÇO DEFESA DE MULTA, É PERDA DE TEMPO E DE DINHEIRO!!! SOU UMA PESSOA HONESTA E SE EU ERREI TENHO QUE PAGAR!!!

A sua filha espantada tentava acalmar o pai.

Calmamente prossegui a conversa como se nada tivesse acontecido, e então perguntei se ela tinha a notificação da multa para mim poder olhar.

Ela antão tirou da sua bolsa vermelha a notificação um pouco amassada e me entregou.

Então eu olhei a primeira coisa que sempre faço quando um cliente meu recebe a notificação da multa.

Verifiquei a data da multa e da postagem no correio, e constatei que a notificação havia sido postada 33 dias depois da autuação, e conforme o parágrafo único inciso II do Art. 281, a notificação enviada fora do prazo de 30 dias, deveria ser arquivada e seu registro julgado insubsistente.

Em outras palavras, aquele senhor que estava na minha frente esbravejando que não “fazia defesa de multa porque era perda de tempo e dinheiro e que era honesto e etc...” estava desempregado, sem comer e dormir porque achava que não era justo recorrer de uma infração que havia cometido. Poderia estar feliz, empregado e dali a 3 anos estaria aposentado, se tivesse feito a defesa da autuação já que existia um erro processual que ensejaria anulação da multa.

Então, é justo ou não é justo recorrer de uma multa mesmo sendo culpado?

A decisão é sua.

Um grande abraço!

Deixe o seu comentário ou contribuição para o assunto.

Marcelo Vaes é sócio proprietário do escritório Brasil Assessoria e Consultoria de Trânsito, especializado em Defesas e Recursos de Multas e em Processos de Suspensão ou Cassação do direito de dirigir. Também é administrador do Site www.multasbrasil.com.br, e do Blog Consultor de Trânsito, onde traz semanalmente estudos a respeito da área do direito de trânsito.
Você pode entrar em contato com o Autor através do e-mail: contato@multasbrasil.com.br


Comentários

  1. Sou formando de DIREITO e já trabalho com defesas de multa a quase 2 anos, fui membro da JARI de minha cidade e esta historia é um EXEMPLO. parabens !!

    ResponderExcluir
  2. Recebi multa por retornar em local proibido e passar sobre canaleta não vi a placa. E possível recorrer?

    ResponderExcluir
  3. Recebi multa por retornar em local proibido e passar sobre canaleta não vi a placa. E possível recorrer?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MODELO DE DEFESA DE MULTA EXCESSO DE VELOCIDADE – AUTUAÇÃO FEITA POR MEIO DE RADAR, BARREIRA OU LOMBADA ELETRÔNICA

Postamos aqui um modelo de defesa (ou Recurso) contra a penalidade de excesso de velocidade constatada por meio de aparelho medidor, seja, radar ou lombada eletrônica, tudo com base na Resolução do CONTRAN 396/11 que trata dos procedimentos para a fiscalização da velocidade de veículos automotores, reboques e semirreboques, conforme o Código de Trânsito Brasileiro.
Ressaltamos que sempre é interessante o leitor procurar um profissional especializado para montar uma defesa mais técnica e precisa para o seu caso, uma vez que nem sempre os modelos prontos são os melhores, porque pode haver algum erro na notificação da multa que enseja a sua anulação, e a pessoa que não conhece a Lei não poderá vê-la. Se você precisa de uma defesa técnica e personalizada, entre em contato conosco pelo E-mail: contato@multasbrasil.com.br que teremos o prazer em lhe ajudar.
Segue o modelo abaixo:
ILMO. SR. DIRETOR... (colocar o nome do órgão destinatário, que é o expedidor da notificação, seja municipal, estad…

COMO INDICAR O CONDUTOR FORA DO PRAZO PREVISTO NO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO (TUDO O QUE O DETRAN NÃO QUER QUE VOCÊ SAIBA!)

COMO ANULAR UMA MULTA DE TRÂNSITO MESMO SENDO CULPADO? (SEGREDOS QUE OS ESPECIALISTAS NÃO TE CONTAM!)

Muitos clientes nos procuram para fazer uma defesa de multa, não acreditando que possa ser anulada mesmo que ele tenha cometido a infração. Depois de certo tempo quando vem o resultado do julgamento, ficam surpresos porque a multa foi anulada.
Estes “segredos” eu quero compartilhar com você aqui no blog Consultor de Trânsito, para demostrar que mesmo se você cometeu uma infração de trânsito ainda é possível ter esta penalidade cancelada, ou seja, mesmo que você seja culpado. Duvida? Então me acompanhe neste artigo que vou lhe mostrar como.
Basicamente se anula uma multa de trânsito mesmo sendo culpado de 2 maneiras:
(Existem outras formas, mas estas considero como sendo as principais e mais importantes)
1 - Erros Processuais 2 – Erros Formais
Mas antes de adentrar no estudo, quero deixar claro que alguns operadores do direito, especialistas na área de trânsito, divergem a respeito de alguns destes itens. Uns consideram que alguns dos erros formais são na verdade erros processuais, ou alguns…