Pular para o conteúdo principal

O DIREITO AO CONTRADITÓRIO E AMPLA DEFESA NOS PROCESSOS ADMINISTRATIVOS DE MULTAS DE TRÂNSITO! (SIM, VOCÊ PODE SE DEFENDER!)


Que o cidadão tem direito de se defender de qualquer coisa neste país, isso todo mundo já sabe.

Porém, no que diz respeito às defesas e recursos de multas de trânsito me parece que isso “não se aplica”.

Explico:

Nestes anos de caminhada defendendo infratores (ou não) de infrações de trânsito, já me deparei com cidadãos que achavam que deveriam pagar a multa por terem cometido a infração e deixar assim mesmo.

Eles dizem:

“Sou culpado e por isso devo pagar”

Ou

“Eu achei que não dava pra fazer defesa”

“Ninguém ganha recurso nenhum”

“Se defender pra que? Não vale a pena é perda de tempo e dinheiro jogado fora”

E por ai vai as afirmações.

Eu compreendo perfeitamente cada manifestação negativa a respeito de não se defender de uma multa de trânsito.

Se o cidadão não quer, quem vai obriga-lo?

Eu é que não!

Porém meu amigo, entenda que se até um marginal pode se defender em juízo por um crime, porque você acha que não pode se defender administrativamente por algo de bem menos gravidade?

O problema é quando este mesmo cidadão recebe uma notificação do DETRAN informando-o de que foi insaturado contra ele, um processo de suspensão do direito de dirigir por pontuação, ou por infração.

Bem, ai este mesmo cidadão que antes era contra se defender, agora está desesperado para fazer uma defesa do processo, já que se não o fizer poderá ter sua habilitação suspensa e obviamente não poderá dirigir!

A Constituição Federal garante que o infrator seja ele culpado ou não, pode se defender de uma infração de trânsito.
Vamos ver o que ela diz?

Art. 5º LV - aos litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral são assegurados o contraditório e ampla defesa, com os meios e recursos a ela inerentes;

Trata-se, portanto, do princípio do contraditório e ampla defesa, tanto em processo judicial, como administrativo.

E a impossibilidade de exercer este mesmo princípio, já deu ganho de causa a milhares de pessoas neste país no que diz respeito a multas de trânsito, quando o órgão autuador não permite por qualquer motivo, (seja de não enviar a notificação da multa, seja se não possibilitar a interposição de algum recurso) o direito de defesa do cidadão.

Então para encerrar este assunto de uma vez por todas, quero dizer que VOCÊ PODE SIM SE DEFENDER DE UMA MULTA DE TRÂNSITO PORQUE É SEU DIREITO ASSEGURADO PELA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DO NOSSO PAÍS MESMO QUE VOCÊ TENHA COMETIDO A INFRAÇÃO!

(Não se ofenda, não estou gritando apenas dando ênfase).

Um grande abraço!

Deixe o seu comentário ou contribuição para o assunto.

Marcelo Vaes é sócio proprietário do escritório Brasil Assessoria e Consultoria de Trânsito, especializado em Defesas e Recursos de Multas e em Processos de Suspensão ou Cassação do direito de dirigir. Também é administrador do Site www.multasbrasil.com.br, e do Blog Consultor de Trânsito, onde traz semanalmente estudos a respeito da área do direito de trânsito. Você pode entrar em contato com o Autor através do e-mail: contato@multasbrasil.com.br


Comentários

  1. Anônimo disse...
    Boa noite, Dr. Marcelo, recebi uma notificação para entregar minha habilitação dia 03/06/16 perdendo o direito de dirigir por 12 meses, pois em 2013 fiz o teste do bafômetro e deu 0,06 era moto táxi na época. Hoje não exerço mais esta função e nem tenho mais a moto. Como faço para recorrer e não perder o direito de dirigir?

    16 de maio de 2016 18:41

    ResponderExcluir
  2. Tem prazo para emissão
    da notificação de penalidade (Boleto)?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MODELO DE DEFESA DE MULTA EXCESSO DE VELOCIDADE – AUTUAÇÃO FEITA POR MEIO DE RADAR, BARREIRA OU LOMBADA ELETRÔNICA

Postamos aqui um modelo de defesa (ou Recurso) contra a penalidade de excesso de velocidade constatada por meio de aparelho medidor, seja, radar ou lombada eletrônica, tudo com base na Resolução do CONTRAN 396/11 que trata dos procedimentos para a fiscalização da velocidade de veículos automotores, reboques e semirreboques, conforme o Código de Trânsito Brasileiro.
Ressaltamos que sempre é interessante o leitor procurar um profissional especializado para montar uma defesa mais técnica e precisa para o seu caso, uma vez que nem sempre os modelos prontos são os melhores, porque pode haver algum erro na notificação da multa que enseja a sua anulação, e a pessoa que não conhece a Lei não poderá vê-la. Se você precisa de uma defesa técnica e personalizada, entre em contato conosco pelo E-mail: contato@multasbrasil.com.br que teremos o prazer em lhe ajudar.
Segue o modelo abaixo:
ILMO. SR. DIRETOR... (colocar o nome do órgão destinatário, que é o expedidor da notificação, seja municipal, estad…

COMO INDICAR O CONDUTOR FORA DO PRAZO PREVISTO NO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO (TUDO O QUE O DETRAN NÃO QUER QUE VOCÊ SAIBA!)

COMO ANULAR UMA MULTA DE TRÂNSITO MESMO SENDO CULPADO? (SEGREDOS QUE OS ESPECIALISTAS NÃO TE CONTAM!)

Muitos clientes nos procuram para fazer uma defesa de multa, não acreditando que possa ser anulada mesmo que ele tenha cometido a infração. Depois de certo tempo quando vem o resultado do julgamento, ficam surpresos porque a multa foi anulada.
Estes “segredos” eu quero compartilhar com você aqui no blog Consultor de Trânsito, para demostrar que mesmo se você cometeu uma infração de trânsito ainda é possível ter esta penalidade cancelada, ou seja, mesmo que você seja culpado. Duvida? Então me acompanhe neste artigo que vou lhe mostrar como.
Basicamente se anula uma multa de trânsito mesmo sendo culpado de 2 maneiras:
(Existem outras formas, mas estas considero como sendo as principais e mais importantes)
1 - Erros Processuais 2 – Erros Formais
Mas antes de adentrar no estudo, quero deixar claro que alguns operadores do direito, especialistas na área de trânsito, divergem a respeito de alguns destes itens. Uns consideram que alguns dos erros formais são na verdade erros processuais, ou alguns…